Vamos conversar!? Envie-nos uma mensagem de interesse.
06.03.20

Saiba como ajudar a criança na adaptação à escola

Psicóloga Nadia Favretto traz dicas para facilitar a ambientação dos seus filhos no ambiente escolar

Nesse artigo, vou trazer algumas dicas que podem ajudar você e seu filho a lidarem da melhor forma com a adaptação escolar.

Mudanças assustam, não é? Se elas muitas vezes incomodam a nós adultos, como não vão incomodar os pequenos? O período de adaptação pode ser sim muito desafiador, e é natural que seja, pois estamos falando de algo que ainda é desconhecido.

Eu entendo que enquanto mãe e pai, o desejo que prevalece é tentar preservar a criança de tudo que pode trazer desconforto ou sofrimento para ela. Mas será que isso vai trazer algum aprendizado? Eu acredito que não. Muito pelo contrário, tirá-las de situações assim pode transmitir uma imagem errada, e ensinar que fugir do que é difícil e desafiador é uma boa escolha, quando na verdade impede a conquista de novos desafios.

Algumas crianças se adaptam de forma muito natural à escola, outras já sentem mais dificuldade e demonstram isso com choro, birra, recusa alimentar e outros comportamentos incomuns. 

Existem atitudes dos pais que podem ajudar a criança a lidar de forma mais tranquila com a adaptação, além de equívocos que acabam indo no sentido contrário e desfavorecendo esse momento. 

Vamos inicialmente ao que ajuda:

Acolhimento 

Procure conversar com a criança demonstrando empatia: 

– “Entendo que deve estar sendo difícil para você, isso também aconteceu comigo quando eu mudei de emprego”;

– “Eu também estou com medo”;

– “Eu garanto que com o passar dos dias as coisas vão melhorando.

Lembre-se que frases com conotação de cobrança acabam gerando culpa e não ajudam em nada no processo de adaptação. 

Demonstre segurança

Mostrar para criança que você está bem é muito importante! Lembre-se dos motivos pelos quais você escolheu a escola e confie nisso.

Dê previsibilidade

Explique o que vai acontecer na escola durante o tempo que a criança vai passar lá. Fale que ela vai brincar, comer e se divertir muito. Pouco tempo depois, mamãe ou papai estarão lá para buscá-la. 

Demonstre entusiasmo

Fale da escola, dos amigos e dos atrativos da escola para a criança com muita animação.

Leve a criança andando

Nada de colo no caminho para a escola. Essa atitude fará com que seu filho desenvolva uma autonomia maior e ainda evita que ele se prenda em seu pescoço. 

Não se atrase 

Quando chegar a hora de buscar seu filho, evite o atraso. Principalmente nos primeiros dias de aula. 

Despeça-se brevemente

A demora ao deixar a criança na escola pode demonstrar insegurança. Se despeça brevemente e vá embora. 

Use o botão da saudade

Já ouviu falar do “botão da saudade”? Ele costuma ajudar muito e funciona da seguinte forma: Você desenha um coraçãozinho no seu punho e também no do seu pequeno, que vocês irão chamar de botão da saudade. 

Então você diz ao seu filho que esse botão funciona para quando ele ou você estiverem com saudades um do outro. Quando isso acontecer, basta apertar o botãozinho para que a outra pessoa sinta e saiba que você está pensando nela. 

Essa brincadeira vai deixar seu filho bem mais tranquilo e aliviado. 

O que deve ser evitado?

– Ficar na escola visível para criança depois de tê-la deixado com a professora;

– Levar a criança embora ou não levá-la de volta para escola no dia seguinte em que ela chorou por ter ficado lá. Essa atitude vai atrapalhar muito no momento de uma nova adaptação.

– Fazer muitas mudanças juntas. A adaptação já é uma grande mudança na vida da criança. Portanto, evite tirar chupeta, fraldas ou fazer alguma outra mudança mais significativa nesse período.

Espero que essas dicas ajudem e que esse novo momento seja repleto de descobertas e aprendizagem para vocês.

Com carinho,

Psicóloga Nadia Favretto – CRP 08/17552