Vamos conversar!? Envie-nos uma mensagem de interesse.
16.04.20

5 brincadeiras antigas para fazer com os pequenos

Com as crianças em casa por mais tempo, é preciso pensar em atividades divertidas e educativas

Em tempos de distanciamento social, é muito natural que as crianças tenham mais tempo livre do que o normal. Independentemente da idade, é muito importante não deixar que elas utilizem essas horas extras apenas com atividades comuns em nosso dia a dia atual: celulares, computadores e videogames.

Muitos pais estão com seus filhos em casa e, além de manter uma rotina de estudo com eles, precisam pensar em formas de entreter os pequenos para que o trabalho remoto seja eficiente e para que as crianças possam se divertir sem deixar de lado o aprendizado.

Que tal resgatar brincadeiras antigas?

Nesse momento em que os pais estão mais tempo em casa com os seus filhos, a oportunidade de resgatar os jogos tradicionais que marcaram a infância pode ser uma opção muito divertida. Criança gosta de novidade e de descoberta. Por isso, é o momento de apresentar o novo de uma forma diferente.

1.Amarelinha

A Amarelinha é uma brincadeira clássica e que durou por várias e várias gerações. Atualmente ela está um pouco esquecida, porém é uma ótima escolha para fazer um exercício leve e auxiliar no desenvolvimento do equilíbrio e da coordenação motora dos pequenos.

Se você tem um quintal ou uma varanda em casa, pode desenhar o circuito da amarelinha no chão, em giz. Caso more em apartamento ou casas menores, existem tapetes antiderrapantes já com desenhos do circuito de amarelinha.

A brincadeira aqui é simples: cada jogador, papai, mamãe e irmãos, precisam de uma pedrinha para jogá-la em uma das casas, pisando com uma perna só nas casas sozinhas e com as duas pernas nas casas duplas. Ganha quem pular todas as casas primeiro, sem pisar nas linhas do jogo ou na casa em que está a pedrinha, e pegar ela na volta do circuito.

2.Caça ao tesouro

Essa brincadeira trabalha o raciocínio lógico, a paciência e a atenção aos detalhes da criança, uma vez que podem ser necessárias várias dicas para ela encontrar o tesouro. Além disso, estes obstáculos auxiliam elas a entenderem que nem tudo acontece na hora e do jeito que queremos.

O jogo é muito simples: os pais devem esconder um “tesouro”, que pode ser qualquer coisa que a criança goste, e elaborar pistas que levarão os pequenos a encontrar o que está escondido. As pistas devem ter a ver com o caminho que deverá ser feito até chegar ao prêmio.

3.Forca

A Forca é uma brincadeira que estimula muito a criatividade, inteligência e raciocínio das crianças. Além disso, não é preciso muita coisa para se divertir, basta apenas de um pedaço de papel, lápis ou caneta.

Nesta brincadeira, a criança escolhe uma palavra e a representa no papel apenas com risquinhos correspondentes a cada letra. Depois disso, os pais e irmãos devem tentar adivinhar a palavra arriscando uma letra de cada vez. A cada erro, um pedaço do boneco aparece na forca até ser totalmente completo ou a palavra ser descoberta. Para ser ainda mais divertido, peça para os pequenos darem dicas sobre a palavra, isso estimula ainda mais a capacidade de improviso deles.

4.Cinco Marias

Cinco Marias é uma brincadeira bem antiga e desafiadora, pois estimula a coordenação motora de uma forma muito competitiva e divertida.

Aqui, você irá precisar de apenas cinco pedrinhas para começar a brincadeira. Ela consiste em jogar uma das pedras para cima e pegar outra no chão antes que a que foi lançada caia em sua mão. Pode ser jogado de diversas formas com a ideia que fique cada vez mais difícil.

Se os avós estiverem morando com vocês, eles irão adorar participar dessa brincadeira também.

5.Passa-anel

Aqui a ideia é envolver todos os membros da casa para uma brincadeira divertida. Todos os participantes que irão jogar devem formar uma fila, com as mãos esticadas para a frente e semiabertas, em formato de concha. Um dos participantes vai começar e terá um anel e vai passar suas mãos fechadas na mão de cada um dos participantes.

Com uma leve abertura das mãos por baixo, quem passa o anel deixará cair o objeto em um dos participantes e escolherá alguém para adivinhar quem está com o anel. Ganha quem adivinhar onde está o anel. Essa brincadeira é ótima para aguçar o senso de observação da criança.

Dica extra

Outra brincadeira que trabalha a agilidade, interação, raciocínio e a memória das crianças é o Stop. Aqui, vocês escolhem as categorias que farão parte do jogo e deverão montar uma tabela com todas elas. Em seguida, escolhem uma letra e todos os participantes devem preencher as categorias com palavras que comecem com aquela letra escolhida. Quando alguém acabar, grita STOP e todos devem parar.

Ganha quem tiver mais pontos na soma de todas as rodadas. Palavras repetidas valem 5 pontos e palavras inéditas valem 10.

Viu só como é possível passar o tempo longe dos computadores e videogames? Essas brincadeiras são simples e não exigem tanto espaço e muito menos tantas outras pessoas. O ideal é juntar apenas os moradores da casa e apresentar uma brincadeira antiga, inédita e que irá divertir e auxiliar no desenvolvimento da criança na mesma medida.